enfrdeites
Bruna Alvarenga

Bruna Alvarenga

Os certificados de ouvintes no V Encontro de Pesquisas em Administração de Conflitos do PPGD/UVA estão disponíveis para download aqui. (clique)

VI Congresso de Antropologia: Desafíos Emergentes- Antropologías desde América Latina y el Caribe

Acontece nesta quarta-feira, 25 de novembro, a Mesa Redonda Dinâmicas das Mortes Violentas e Administração Institucional de Homicídios, com a participação de Michel Lobo e Izabel Nuñez, pesquisadores vinculados ao INCT-InEAC. 

A Mesa acontece às 15:30h via Zoom (ID: 920 7238 4426  Senha: 909958).


Nesta quinta-feira, 26 de novembro, acontece o lançamento do livro "Matar muito, prender mal: Desigualdade Racial como Efeito do Policiamento Ostensivo Militarizado em SP", de autoria da Dra. Maria Carolina Schlittler. O lançamento acontece às 19h no canal do Youtube do GEVAC UFSCAR, com Ms. Henrique Macedo como debatedor.

Reproduzimos abaixo a matéria "Prêmio Lélia Gonzalez: melhor tese de doutorado sobre raça e racismo é da UFF", do jornal A Tribuna.
(clique para acessar)


Prêmio Lélia Gonzalez: melhor tese de doutorado sobre raça e racismo é da UFF

Criado pelo Comitê de Antropólogos Negros da Associação Brasileira de Antropologia (ABA), o prêmio Lélia Gozalez propõe o reconhecimento da contribuição do pensamento da pesquisadora e intelectual à Antropologia Brasileira e à sua luta contra o preconceito, a discriminação e o racismo. A premiação pretende dar visibilidade à produção original de qualidade das pesquisas desenvolvidas por discentes negros em graduações e pós-graduações de universidades do Brasil.

Rosiane Rodrigues foi a vencedora da primeira edição do prêmio de melhor tese de doutorado com o trabalho intitulado “A luta por modo de vida: as narrativas e as estratégias de enfrentamento ao racismo religioso do Fórum Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional dos Povos Tradicionais de Matriz Africana (FONSANPOTMA)”, defendido em dezembro de 2019. Ana Paula Mendes de Miranda, orientadora da tese e professora do Departamento de Antropologia da UFF, pontua que a pesquisa da qual a tese resultou foi iniciada em 2008, momento em que Rosiane militava no movimento de combate à intolerância religiosa.

“Desde então, juntamente ao Grupo de Estudos em Antropologia Política e Conflitos, religiões e mobilizações sociais desenvolvemos diálogos abordando a conformação e os efeitos do racismo em terreiros de religiões de matriz africana no Rio de Janeiro, em Alagoas e no Distrito Federal. Ganhar a primeira edição dessa premiação é a consagração de um trabalho que começou a ser desenvolvido há 12 anos”, relata a orientadora.

Roseane destaca que o estudo aponta a mobilização política e estratégica realizada pelo povo de santo, partindo do triste princípio de que o Estado não é garantidor de direitos.

“Além disso, os crimes violentos contra pais e mães de santo também demonstram como ainda existe um pensamento teocrático cristão que baliza a política brasileira. Esses pontos apresentados pela tese contribuem para a construção social da vítima de racismo religioso, que precisa romper com a cosmologia estrutural de socialização dos terreiros”.

A doutora finaliza celebrando a premiação.

“Esse é um prêmio de excelência para minha formação pessoal, além de colocar a UFF em destaque nacional nas pesquisas sobre racismo”.

Confira aqui o artigo de Ana Paula Mendes de Miranda, pesquisadora vinculada ao INCT-InEAC, publicado na Vibrant.

Pesquisadores da UFF trazem reflexões sobre desigualdade racial


Confira clicando aqui a entrevista do Fluminense com Ana Paula Mendes de Miranda e Rosiane Rodrigues, pesquisadoras vinculadas ao INCT-InEAC.

Quinta, 19 Novembro 2020 19:22

WEBINAR - O Autoritarismo Brasileiro

Dia 30/11/2020, às 18h, acontece o WEBINAR - "O Autoritarismo Brasileiro", ao vivo Youtube (clique aqui). Para obter o certificado e/ou a comprovação de horas, é necessário realizar a inscrição clicando aqui.

Informamos que o ingresso em Webinars é limitado. Desta forma, logo que a sala atinge sua capacidade máxima, há um bloqueio automático do sistema.
Caso queira adquirir o conhecimento disseminado, dispensados o certificado e/ou a comprovação de horas, acesse o Canal EMERJ EVENTOS no YouTube, através do link: www.youtube.com/user/EMERJeventos/live
*Através do Youtube, o conhecimento pode ser adquirido na íntegra e em tempo real*

 

"Séminaire mensuel pour le débat brésilianiste", com Fábio Reis Mota.

Acompanhe segunda-feira, 23 de novembro, a partir das 16h (horário de Paris), o "Séminaire mensuel pour le débat brésilianiste", com Fábio Reis Mota, pesquisador vinculado ao INCT-InEAC.
Inscrições obrigatórias para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. (você receberá um link para acessar).

Mais informações no cartaz abaixo.

Confira no nosso canal do Youtube (clique aqui) o vídeo de amigos, alunos e ex alunos em homenagem ao aniversário do Prof. Roberto Kant de Lima (13/11/2020).



InEAC AO VIVO: Antropopapo
"Ser vítima ou lutar por liberdade? Auto-ódio e racismo de Estado"

Nesta quarta-feira, 11/11, o Antropopapo com Luiza Aragon (InEAC-UFF) recebe Rosiane Rodrigues (Bolsista de Pós-doutorado InEAC-UFF/FAPERJ) para falar sobre o tema "Ser vítima ou lutar por liberdade? Auto-ódio e racismo de Estado".


Os povos de matriz africana, na etnografia premiada de Rosiane Rodrigues, lutam para manter seu modo de vida, ensinando cada geração a reproduzir a comunidade e o indivíduo que enfrentam os desafios de uma sociedade alimentada pelas próprias desigualdades. Falar em auto-ódio e vitimização do povo de santo como fenômenos sociais tem a potência de desnaturalizar a culpabilização religiosa, midiática e institucional do indivíduo pelas violências que se acumulam em novas versões da supremacia branca na sociedade brasileira. Uma releitura do pensamento social brasileiro é atravessada pelo olhar etnográfico sobre si, seguindo a tradição de colocar a ciência à serviço da sociedade e os corpos do povo de santo à serviço da própria liberdade de pensamento.

A transmissão acontece dia 11/11, às 20h, no nosso Instagram (@inctineac).

Nos vemos lá!

Página 1 de 8